Amantes

Quero ser teu amante!

Entorpecer-me nos afagos dos teus braços,

mergulhar fundo no tremor do teu corpo,

retirar da tua boca úmida esse mel.

Quero amar-te como amante!

Sussurar palavras doces, nesses meneios.

Confidenciar aos teus ouvidos palavras indecentes.

Roçar tua pele, nesse abraço, murmurando obscenidades.

Quero ser teu amante!

Amar com frêmito nessa calma tepidez desse dia.

Captar com loucura esse ardor emanado dos teus seios.

Encontrar-me, entorpecido por teu corpo, entre suores e tremores.

Quero amar com esse amor de amante!

Entre gemidos, ativar teus sentidos, nessa paz aparente.

Em leves ritmos, compassados, desnudar teu corpo de amante,

Entre desejos, ousar, entorpecido pelo calor, nesse jogo íntimo.

Despertar na quietude desse dia inútil, imprudente,

nessas sombras disformes, quero amar-te,

entre frases murmuradas, libertar-me dessas amarras.

Quero ser teu amante, entre convites indecorosos.

Quero amar-te como amante!

1 me gusta